Cantor Henrique, da dupla com Juliano, é acusado de agressão

1805
Cantor tocantinense Henrique Tavares é acusado de agressão – Foto: Divulgação

De acordo com o portal UOL, o cantor tocantinense Henrique Tavares, da dupla sertaneja Henrique & Juliano, e outras seis pessoas estão sendo investigadas pela Polícia Civil de Goiás por suspeita de agredir um técnico em aparelhos de ar-condicionado e aquecedores que trabalhava na festa de aniversário da cantora Marília Mendonça, que aconteceu na última terça-feira, 24, em Goiânia (GO).

Thiago da Silva afirma que foi agredido pelo cantor Henrique e chamado de “otário” – Foto: Arquivo pessoal/ Thiago Junio Martins da Silva

Segundo reportagem do UOL, Thiago Junio Martins da Silva, de 26 anos, disse que checava os aquecedores do evento quando tirou o celular do bolso ao amanhecer para olhar que horas eram. Um homem, que estaria vestido de cowboy, questionou se o técnico filmava e fotografava o local. Após Silva negar, o rapaz então foi embora, mas voltou minutos depois acompanhado de outra pessoa. “Fui abrir a galeria de fotos para mostrar que não tinha feito nenhum registro. Um tomou o celular e outro me deu um soco na boca”, explicou. Depois apareceu o Henrique, me bateu com muita força e me chamou de otário. Cheguei a urinar de medo”, contou.

Segundo Silva, outros quatro homens apareceram e deram socos e chutes no funcionário até que outra pessoa chegou, interrompeu a agressão, pegou o celular do rapaz e o retirou da festa. Como o local fica em uma região afastada, a vítima fugiu a pé pela mata depois de encontrar seu carro com “marcas de destruição” e procurou a polícia para registrar um boletim de ocorrência.

Thiago Martins disse que quebraram o vidro, arrancaram o retrovisor e furaram o pneu do carro dele, em Goiânia – Foto: Arquivo pessoal/ Thiago Junio Martins da Silva

Ao UOL, o delegado Elton Diogo Fonseca, responsável pelo caso, informou que o técnico chegou à com ferimentos no rosto e na boca. Depois de ser ouvido, ele passou por exames no Instituto Médico Legal (IML), que confirmou as agressões.

De acordo com Fonseca, os suspeitos já começaram a prestar depoimento, com exceção do cantor Henrique. O carro, que Thiago da Silva acredita que tenha sido danificado pelos possíveis agressores, já passou por exames periciais.

Em contato com o UOL, a assessoria de imprensa da dupla Henrique & Juliano disse que ainda está apurando as informações. Já a equipe de Marília Mendonça informou que só vai se pronunciar após receber “mais esclarecimentos sobre o ocorrido”.

Confira a reportagem no UOL.

Comentários no Facebook